Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/8067
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
maraisaaparecidapintoresende.pdf6.02 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Type: Dissertação
Title: Qualidade de rebordos alveolares preservados e sua influência na estabilidade primária e secundária do implante: resultados preliminares de um estudo clínico-microtomográfico controlado e randomizado
Author: Resende, Maraísa Aparecida Pinto
First Advisor: Sotto-Maior, Bruno Salles
Co-Advisor: Assis, Neuza Maria Souza Picorelli
Referee Member: Rabelo, Gustavo Davi
Referee Member: Sette Dias, Augusto César
Resumo: O objetivo deste estudo clínico controlado randomizado microtomográfico foi comparar a qualidade óssea entre dois métodos diferentes de preservação do rebordo alveolar e avaliar as estabilidades primária e secundária dos implantes instalados nessas regiões. Vinte pacientes foram divididos aleatoriamente em dois grupos de tratamento após uma única extração dentária. Dez alvéolos foram enxertados com fosfato de cálcio bifásico (SBC, n = 10) associado a um retalho de tecido conjuntivo subepitelial pediculado para o fechamento primário. Dez alvéolos foram selados com uma restauração provisória de pôntico ovóide (PROV, n = 10) sem material de enxertia. Após 12 meses, 9 pacientes perderam-se no acompanhamento e 11 pacientes receberam implantes dentários. As biópsias ósseas foram avaliadas por microtomografia computadorizada (8 μm), quanto às características do osso trabecular. Valores de torque de inserção (ITV) e quociente inicial de estabilidade do implante (ISQI) foram registrados no momento da instalação dos implantes. O ISQ também foi registrado aos 7 dias, 30 dias e 60 dias pós-operatórios. Todos os onze pacientes tiveram os implantes osseointegrados sem intercorrências. O grupo PROV apresentou trabéculas mais espessas (0,17 ± 0,03) em relação ao grupo SBC (0,11 ± 0,03) (p = 0,03). O osso trabecular foi mais anisotrópico em PROV (0,3 ± 0,08) comparado com SBC (0,1 ± 0,07) (p = 0,01). O grupo PROV apresentou menor superfície óssea (26,02 ± 10,36) que o grupo SBC (40,09 ± 10,94) (p = 0,05). Além disso, o PROV apresentou ISQ inicial mais alto (72,3 ± 21) em comparação com o SBC (67 ± 3,9) (p = 0,05). O osso trabecular revelou diferenças na microarquitetura entre os dois métodos de preservação do rebordo alveolar e ambos os métodos foram satisfatórios para a instalação do implante e resultaram em altos valores de ITV e ISQ.
Abstract: This randomized controlled clinical microtomographic trial aimed to compare the bone quality between two different methods of alveolar ridge preservation and to evaluate the primary and secondary implant stability. Twenty patients were randomly divided into two groups following a single tooth extraction: SBC group (n=10), sockets were grafted with alloplastic biphasic calcium phosphate and a pedicle subepithelial connective tissue flap was used for primary closure; and PROV group (n=10), sockets were sealed with an ovate pontic provisional restoration. After 12 months, 11 patients received dental implants, with nine patients lost to follow-up. Bone biopsies were evaluated by microcomputed-tomography (8 μm) to determine cancellous bone characteristics. Insertion torque values (ITV) and initial implant stability quotient (ISQI) were recorded at installation. The ISQ was also recorded 7, 30 and 60 days after the implant was installed. All implants showed uneventful osseointegration. The PROV group presented thicker trabeculae (0.17±0.03) compared to the SBC group (0.11±0.03; p 0.03). Trabeculae bone was more anisotropic in the PROV group (0.3±0.08) compared with the SBC group (0.1±0.07; p 0.01). The PROV group presented less bone surface (26.02±10.36) than the SBC group (40.09±10.94; p 0.05). Also, PROV showed higher ISQI (72.3±21) than SBC (67±3.9; p 0.05). The characteristics of the trabecular bone differed between the two alveolar ridge preservation methods and the both preservation methods gave satisfactory results with regard to implant placement, and both resulted in high values for ITV and ISQ.
Keywords: Osso
Implantes dentais
Microtomografia computadorizada
Análise de frequência de ressonância
Bone
Dental implants
Microcomputed tomography
Resonance frequency analysis
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Institution Initials: UFJF
Department: Faculdade de Odontologia
Program: Programa de Pós-graduação em Clínica Odontológica
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/8067
Issue Date: 19-Sep-2018
Appears in Collections:Mestrado em Clínica Odontológica (Dissertações)



Items in DSpace are protected by Creative Commons licenses, with all rights reserved, unless otherwise indicated.