Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/6120
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
paulaliparinicaetano.pdf1.35 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Type: Dissertação
Title: Avaliação da resistência a corrosão e da microestrutura de superfície de mini-implantes ortodônticos utilizados
Author: Caetano, Paula Liparini
First Advisor: Campos, Marcio José da Silva
Co-Advisor: Silva, Elison da Fonseca e
Referee Member: Sotto-Maior, Bruno Salles
Referee Member: Mota Júnior, Sergio Luiz
Referee Member: Fraga, Marcelo Reis
Referee Member: Gravina, Marco Abdo
Resumo: Introdução: Os mini-implantes ortodônticos, como biomateriais, devem possuir, além de resistência mecânica, boa resistência à corrosão no meio fisiológico o qual estão inseridos. Objetivo: Avaliar a resistência à corrosão e a microestrutura de superfície de mini-implantes ortodônticos mantidos em seus sítios ósseos de inserção e removidos após sua utilização. Material e métodos: Foram avaliados vinte mini-implantes ortodônticos autoperfurantes de liga Ti6AI4V, divididos em 2 grupos de 10 unidades: grupo controle (como recebidos do fabricante) e grupo teste (que permaneceram estáveis em seus sítios ósseos de inserção e que foram removidos após sua utilização). Foi realizada a análise visual da superfície da rosca dos mini-implantes com microscópio eletrônico de varredura (MEV) e a avaliação da resistência à corrosão com o ensaio de polarização cíclica potenciodinâmica, onde foram determinados o OCP (potencial de circuito aberto), o tOCP (tempo de OCP), a ipp (corrente de passivação primária) e a Epp (potencial de passivação primário). Resultados: Não foi identificada diferença significativa entre os grupos para as variáveis estudadas, apesar de a comparação entre os valores de OCP ter tido um p-valor limite (p=0,050). As imagens de MEV da superfície de rosca dos mini-implantes do grupo controle e grupo teste obtidas demonstraram uma superfície polida e regular, sem presença de manchas ou partículas aderidas. Apenas um mini-implante do grupo controle apresentou em técnica auxiliar de espectrometria de energia dispersiva de raio-X (EDS) uma redução de 61% da concentração de titânio no interior da cavidade em relação à superfície do mini-implante), confirmando a imagem da microscopia eletrônica de varredura, a presença de um pite proveniente do processo de corrosão. Conclusão: A permanência média de 230 dias de mini-implantes ortodônticos fabricados com liga Ti6Al4V nos sítios ósseos de inserção não causou alterações significativas na resistência à corrosão e nas características superficiais destes dispositivos.
Abstract: Introduction: The orthodontic mini-implants as biomaterials, in addition to mechanical resistance, shall have good corrosion resistance in the physiological environment in which they are inserted. Objective: To assess the corrosion resistance and the surface microstructure of orthodontic mini-implants kept in their bone insertion sites and removed after use. Material and methods: Twenty orthodontic mini-screw-implants made from Ti6AI4V alloy were assessed; divided into 2 groups of 10 units: the control group (as-received from the manufacturer) and the test group (which remained stable in their bone insertion sites and that have been removed after use). The visual analysis of the thread surface of mini-implants was performed with a scanning electron microscope (SEM) and the evaluation of corrosion resistance with the cyclic potentiodynamic polarisation test through which the open circuit potential (OCP), the tOCP (timing of OCP), the primary passivation current (ipp) and the primary passivation potential (Epp) were determined. Results: It has not been identified any significant difference between the groups for the studied variables, although the comparison between the OCP values has had a p-limit value (p = 0.050). SEM images of the thread surface of the mini-implants obtained from both groups showed a regular polished surface without the presence of stains or adhered particles. Only one mini-implant from the control group showed a 61% reduction in the concentration of titanium within the cavity compared to the surface of the mini-implant through an auxiliary spectrometry technique of energy dispersive x-ray (EDX), confirming the scanning electron microscopic image that shows the presence of pit from the corrosion process. Conclusion: The average stay of 230 days of orthodontic mini-implants made from Ti6Al4V alloy at bone insertion sites did not cause significant changes either in corrosion resistance nor superficial characteristics of these devices.
Keywords: Procedimentos de ancoragem ortodôntica
Corrosão
Ortodontia
Orthodontic anchorage procedures
Corrosion
Orthodontics
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Institution Initials: UFJF
Department: Faculdade de Odontologia
Program: Programa de Pós-graduação em Clínica Odontológica
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/6120
Issue Date: 21-Nov-2017
Appears in Collections:Mestrado em Clínica Odontológica (Dissertações)



Items in DSpace are protected by Creative Commons licenses, with all rights reserved, unless otherwise indicated.