Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/3501
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
jessicacristinaavelar.pdf1.93 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Type: Dissertação
Title: Avaliação do posicionamento dos incisivos superiores com e sem reabsorção radicular apical - inclinação axial e distância do ápice radicular ao osso cortical
Author: Avelar, Jéssica Cristina
First Advisor: Vitral, Robert Willer Farinazzo
Co-Advisor: Campos, Marcio José da Silva
Referee Member: Capelli Júnior, Jonas
Resumo: A reabsorção radicular apical externa (RRAE) é uma condição comumente observada durante o tratamento ortodôntico. As reabsorções dentárias relacionadas com o tratamento ortodôntico fazem parte do custo biológico da terapêutica, sendo clinicamente aceitáveis. Existem fatores locais e técnicos que permitem uma previsibilidade da ocorrência das reabsorções dentárias durante o planejamento ortodôntico de cada caso. Dentre esses fatores podemos citar: a morfologia radicular; a morfologia da crista óssea alveolar; o tipo e o tempo de tratamento; o tipo de força empregada e demais fatores inerentes ao tratamento. O objetivo do presente trabalho foi determinar, por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC), as distâncias entre o ápice radicular e as corticais ósseas vestibular e lingual e a inclinação axial de incisivos superiores com e sem reabsorção em indivíduos submetidos a tratamento ortodôntico. A amostra foi composta por 21 pacientes em tratamento ortodôntico com o aparelho Edgewise. Os pacientes foram submetidos ao exame de TCFC e as imagens foram analisadas com o software i-CAT Vision. Os resultados mostraram que os incisivos superiores com RRAE apresentaram uma distância do ápice radicular à cortical óssea lingual significativamente menor do que os incisivos superiores sem RRAE. Os incisivos superiores com RRAE apresentaram maior angulação entre o longo eixo do dente e o plano palatino quando comparados com os incisivos sem RRAE.
Abstract: Apical root resorption (EARR) is a condition commonly observed during orthodontic treatment. Root resorption related to orthodontic treatment is part of the biological cost of therapy, and it is clinically acceptable. There are local and technical factors that allow the predictability of the occurrence of root resorption during orthodontic planning for each case. These factors include: root morphology, morphology of the alveolar bone crest, type and duration of treatment, type of force used and other factors inherent to treatment. The objective of this study was to determine, by means of cone beam computed tomography (CBCT), the distances between the root apex and the buccal and lingual cortical bone and the axial inclination of the upper incisors with and without resorption in patients undergoing orthodontic treatment. The sample consisted of 21 orthodontic patients treated with edgewise appliance. Patients underwent CBCT and images were analyzed with the i-CAT Vision software. The results showed that upper incisors with EARR showed a significantly shorter distance from root apex to lingual cortical bone than did the upper incisors without EARR. Upper incisors with EARR presented higher angulation between the long axis of the tooth and the palatal plane when compared to incisors without EARR.
Keywords: Ortodontia
Reabsorção radicular
Tomografia computadorizada de feixe cônico
Orthodontics
Root Resorption
Cone-Beam Computed Tomography
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA::CLINICA ODONTOLOGICA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Institution Initials: UFJF
Department: Faculdade de Odontologia
Program: Programa de Pós-graduação em Clínica Odontológica
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/3501
Issue Date: 10-Apr-2015
Appears in Collections:Mestrado em Clínica Odontológica (Dissertações)



Items in DSpace are protected by Creative Commons licenses, with all rights reserved, unless otherwise indicated.