Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/14500
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
brunodocarmosilva.pdfPDF/A2.87 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Type: Tese
Title: O Vedāntasāra de Sadānanda (séc. XV): uma leitura hermenêutica sobre a doutrina do Advaita Vedānta
Author: Silva, Bruno do Carmo
First Advisor: Loundo, Dilip
Referee Member: Terci Júnior, José Rubens
Referee Member: Valera, Lúcio
Referee Member: Damiao Junior, Maddi
Referee Member: Gnerre, Maria Lucia Abaurre
Resumo: A tradição da Escola Vedānta, cuja a matriz filosófica são os Upaniṣads, possui uma vertente hermenêutica radicalmente fundada na noção de não-dualidade, essa vertente não-dualista se expressa por meio da Escola Advaita Vedānta. A tradição da Escola Advaita Vedānta possui uma linhagem de sucessão discipular (guruśiṣyaparamparā) composta por grandes filósofos, dos quais se destacam Śaṅkarācārya e Sureśvarācārya, seu discípulo dileto. Esses dois filósofos se destacaram por suas realizações dentro da tradição Advaita Vedānta, principalmente no que tange à produção textual, tendo ambos produzido comentários (bhāṣyas) sobre os Upaniṣads e alguns trabalhos independentes (prakaraṇas). Nesse sentido, a tradição do Advaita Vedānta é, de tempos em tempos, atualizada com novos trabalhos sobre a sua doutrina. Um dos principais trabalhos já realizados sobre a doutrina do Advaita Vedānta é a obra Vedāntasāra, composta por Sadānanda, um renomado vedantino do século XV. O Vedāntasāra é, fundamentalmente, uma síntese da filosofia vedantina, principalmente no que se refere à sua vertente não-dualista (advaita). Sendo assim, aqui nesta tese, conheceremos a doutrina do Advaita Vedānta, i.e., a sua essência, por meio de uma leitura hermenêutica da obra Vedāntasāra.
Abstract: The tradition of the Vedānta School, whose philosophical matrix is the Upaniṣads, has a hermeneutic strand radically founded on the notion of non-duality, this non-dualist strand is expressed through the Advaita Vedānta School. The tradition of the Advaita Vedānta School has a lineage of disciple succession (guruśiṣyaparamparā) composed of great philosophers, among which Śaṅkarācārya and Sureśvarācārya, his beloved disciple, excel. These two philosophers stood out for their accomplishments within the Advaita Vedānta tradition, especially with regard to textual production, having both produced commentaries (bhāṣyas) on the Upaniṣads and some independent works (prakaraṇas). In this sense, the Advaita Vedānta tradition is, from time to time, updated with new works on its doctrine. One of the main works ever done on the doctrine of Advaita Vedānta is the work Vedāntasāra, composed by Sadānanda, a renowned 15th-century vedantin. Vedāntasāra is fundamentally a synthesis of vedantin philosophy, especially with regard to its non-dualistic (advaita) strand. Therefore, here in this thesis, we will know the doctrine of Advaita Vedānta, i.e., its essence, through a hermeneutic reading of the work Vedāntasāra.
Keywords: Vedānta
Advaita Vedānta
Vedāntasāra
Sadānanda
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Institution Initials: UFJF
Department: ICH – Instituto de Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Ciência da Religião
Access Type: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
Creative Commons License: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/14500
Issue Date: 26-Aug-2022
Appears in Collections:Doutorado em Ciência da Religião (Teses)



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons