Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/125
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
antoniofernandodecastroalvesberaldo.pdf3.23 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Type: Tese
Title: Política de cotas na Universidade Federal de Juiz de Fora (2006-2012): eficácia e eficiência
Author: Beraldo, Antonio Fernando de Castro Alves
First Advisor: Magrone, Eduardo
Referee Member: Oliveira Júnior, Lourival Batista de
Referee Member: Marques, Luciana Pacheco
Referee Member: Santos, Mônica Pereira dos
Referee Member: Queiroz, Fernanda Cristina Barbosa Pereira
Resumo: Este trabalho analisa os resultados da Política de Cotas na UFJF, no período 2006- 2012, sob os aspectos de eficácia (atendimento às diretrizes da Resolução 05/2005) e de eficiência (medida pelo rendimento acadêmico dos ingressantes no período). Devido ao REUNI, as vagas na UFJF aumentaram de 1.700 (2006) para 3.000 (2012), por ano, e cerca de 16,6 mil candidatos ingressaram na UFJF neste período, sendo divididos em 3 grupos de cotistas: A (autodeclarados negros, vindos de escolas públicas), B (vindos de escolas públicas) e C (não cotistas). A conclusão foi que, em termos de eficácia, os resultados não foram satisfatórios: os percentuais de cotistas ingressantes ficaram abaixo do esperado (40% de cotistas ingressantes, contra 50% fixados na Resolução). Nos resultados por curso, os percentuais são muito diferentes. As vagas não ocupadas por cotistas (que não se candidataram em número suficiente ou foram reprovados no concurso) foram transferidas para os não cotistas que ocuparam 60% do total de vagas. Em termos de eficiência, o percentual de formandos foi maior entre os não cotistas (33%) do que entre os cotistas (22%); dos alunos que se formaram no período, 70% são não cotistas. O percentual de alunos que se evadiram foi de 19% (não cotistas) contra 16,5% (cotistas). Estavam ativos – permaneciam na UFJF -, em 2014, 48% dos ingressantes não cotistas, 61% de cotistas B e 63% de cotistas A. Foram feitos testes estatísticos não paramétricos entre os grupos, e verificou-se que, com referência ao IRA e ao Índice de Reprovação por Nota, cotistas B e não cotistas se equivalem, mas têm IRA superior, numérica e estatisticamente maior do que os cotistas A. No Índice de Reprovação por Infrequência, cotistas B tem os menores percentuais, seguidos dos não cotistas, e dos cotistas A, que tem os percentuais maiores. No entanto, verificou-se que o fator decisivo e determinante na avaliação da eficiência (rendimento acadêmico) é o tipo de escola do Ensino Médio, de onde vêm os ingressantes: quando vindos de escolas públicas federais tem medidas de rendimento acadêmico maiores ou equivalentes aos vindos de colégios particulares; cotistas vindos de escolas públicas estaduais e municipais tem medidas inferiores.
Abstract: This work analyzes the results of the UFJF Policy of Quotas, from 2006 to 2012, under the aspects of efficacy (meeting the percentiles fixed by the Resolution 05/2005) and efficiency (measured by the academic performances of the students that entered UFJF in that period). Due to REUNI, vacancies in UFJF raised from 1,700 (2006) to 3,000 (2012) per year, and up to 16,6 thousands of candidates entered UFJF in this period, grouped in quotas: quota A (autodeclared negroes, egressed form public secondary schools), quota B (coming from public high schools), and quota C (private schools). The results in efficacy were not good, since the percentiles of A and B quota candidates approved were under the expected (40% of quota students, should be 50%, according to the Resolution). Grouped by course, the percentiles are nearly the same. Vacancies not occupied by A or B candidates (if they are not approved at the exams, or their quantity is less than the offered) were transfered to C candidates, that, in total, occupied 60% of the vacancies. In terms of efficiency, the percent of graduates is over 33% of C students, more than the 22% of A and B students. Among the graduates of the period, 70% are C students. In the period, circa 19% of C students and 17% of A and B students abandoned UFJF. In 2014, 48% of C students, 61% of B students and 63% of A students remained actives at the university. Non parametric statistical tests were applied on them, and the tests revealed that the IRA and the IRN of the B and C students are equivalents, but greater than the A students. The IRI, instead, showed that B students have the lower percents, followed by C students and A students. Meanwhile, the research revealed that the main factor that clearly determinates the efficiency and the scores of the students is the type of the second grade school they came from: when coming from federal public schools, their academic grades are greater than or equivalent of the private schools students. Students that come from state and city public schools have lower scores.
Keywords: Política de cotas nas universidades
UFJF
Eficácia de ingresso na instituição
Eficiência acadêmica
Quota policy in universities
UFJF
Efficacy of the admission to the institution
Academic efficiency
CNPq: Políticas Públicas e Desigualdade Social
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora
Institution Initials: UFJF
Department: ICH – Instituto de Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/125
Issue Date: 30-Mar-2015
Appears in Collections:Doutorado em Ciências Sociais (Teses)



Items in DSpace are protected by Creative Commons licenses, with all rights reserved, unless otherwise indicated.