Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/1206
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
robertaferreirapimentel.pdf3.16 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Type: Dissertação
Title: Avaliação qualitativa do osso alveolar das regiões posteriores da maxila e mandíbula e sua correlação com a existência de um lado preferencial de mastigação
Author: Pimentel, Roberta Ferreira
First Advisor: Vitral, Robert Willer Farinazzo
Co-Advisor: Campos, Márcio José da Silva
Referee Member: Quintão, Cátia Cardoso Abdo
Referee Member: Campos, Márcio da Silva
Resumo: Introdução: Para um bom desenvolvimento da oclusão, é necessário que ocorra um desenvolvimento sadio da mesma durante toda a infância pois cargas exercidas sobre o osso são uma das principais influências na massa e arquitetura óssea, demonstrando uma inter-relação entre a estrutura óssea dos maxilares e a função (mastigação) exercida pelos mesmos. Objetivo: O presente estudo tem por objetivo avaliar em tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) a densidade mineral do osso alveolar da região posterior de maxila e mandíbula de ambos os lados, determinando a relação existente entre os valores de densidade e o lado preferencial de mastigação. Método: A amostra deste trabalho foi constituída de 19 indivíduos, entre 15 e 30 anos de idade, que apresentavam dentição permanente completa, com exceção dos terceiros molares, nunca foram submetidos à tratamento ortodôntico e/ou ortopédico facial. Todos os indivíduos da amostra foram submetidos ao exame de tomografia computadorizada de feixe cônico (TCFC) pertencentes ao arquivo do Grupo de Pesquisa em Ortodontia e Odontopediatria do Programa de Pós Graduação em Saúde da Universidade Federal de Juiz de Fora. A avaliação do lado preferencial mastigatório foi realizada por método visual subjetivo através do processo de mastigação de pão francês e as médias da densidade óssea foram determinadas a partir das tomografias nas regiões interdentárias entre os pré-molares e molares da maxila e mandíbula. Resultados: Na maxila, foi observada uma diferença significativa entre os lados preferencial e não preferencial de mastigação somente para a RDI 1 da região interdentária entre primeiro e segundo molares (p=0,020) e para a RDI 3 da região interdentária entre segundo pré-molar e primeiro molar (p=0,048). As demais regiões avaliadas em maxila e mandíbula não apresentaram diferenças significativas ente os lados avaliados. Conclusão: O presente estudo não observou uma correlação entre densidade mineral óssea e a existência de um lado preferencial de mastigação.
Abstract: Introduction: For a good occlusion, it is necessary a healthy development throughout childhood, because the loads applied to the bone are a major influence on bone mass and architecture, demonstrating an inter-relationship between the bone structure of the jaws and function (chewing) exerted by them. Objective: This study aims to evaluate mineral density of the alveolar bone of the posterior maxilla and mandible on both sides, using cone beam computed tomography, to determine the relationship between density values and the presence of a preferred chewing side . Method: The study sample consisted of 19 individuals between 15 and 30 years old, which had complete permanent dentition, excluding third molars, which were never subjected to orthodontic and / or orthopedic facial treatment. All individuals in the sample were subjmited to the a cone beam computed tomography, obtained from the files of the Research Group in Orthodontics and Pediatric Dentistry Graduate Program in Health, Federal University of Juiz de Fora. The evaluation of the preferred chewing side was performed by subjective visual method through the process of mastication of French bread and the average bone density were determined in the interdental regions between the premolars and molars of the maxilla and mandible. Results: In the maxilla, it was observed a significant difference between the sides compared (preferred and not preferred chewing side) two of the twelve evaluated regions (RDI 1 between the first and second molars, p = 0.020; and the RDI 3 between the second premolar and first molar, p = 0.048). The other regions evaluated in the maxilla and mandible showed no significant diferences between the sides evaluated. Conclusion: The present study found no correlation between bone mineral density and the existence of a preferred chewing side.
Keywords: Mastigação
Densidade óssea
Tomografia computadorizada de feixe cônico
Chewing
Bone density
Cone beam computed tomography
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIA::CLINICA ODONTOLOGICA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora
Institution Initials: UFJF
Department: Faculdade de Odontologia
Program: Programa de Pós-graduação em Clínica Odontológica
Access Type: Acesso Aberto
URI: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/1206
Issue Date: 27-May-2013
Appears in Collections:Mestrado em Clínica Odontológica (Dissertações)



Items in DSpace are protected by Creative Commons licenses, with all rights reserved, unless otherwise indicated.