Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/10188
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
andressasilvinoferreiraassis.pdf2.63 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Type: Dissertação
Title: Rotavírus em águas superficiais da bacia hidrográfica do córrego São Pedro, Juiz de Fora, MG
Author: Assis, Andrêssa Silvino Ferreira
First Advisor: Silva, Maria Luzia da Rosa e
Co-Advisor: Otenio, Marcelo Henrique
Co-Advisor: Miagostovich, Marize Pereira
Referee Member: Drumond, Betânia Paiva
Resumo: A descarga contínua de esgoto doméstico, in natura, nos mananciais aquáticos constitui um importante risco à saúde pública, já que as fezes humanas podem conter patógenos entéricos que contaminam e são disseminados pela água. É importante conhecer a qualidade microbiológica da água utilizada pela população, porém, os parâmetros avaliados para exposição humana a águas naturais, incluem apenas indicadores bacteriológicos, desconsiderando a presença de vírus. Assim, este estudo teve como objetivos verificar a presença de rotavírus do grupo A (RV-A) nas águas superficiais da bacia hidrográfica do Córrego São Pedro (BHCSP), bem como avaliar a eficiência das técnicas de detecção utilizadas e a influência da área e da época da coleta e dos parâmetros microbiológicos e físico-químicos de qualidade da água, na presença dos mesmos. No período de julho de 2011 a maio de 2012, foram realizadas seis coletas (três na época seca e três na época úmida), nas quais amostras de águas de superfície da BHCSP, foram tomadas em oito pontos georreferenciados (quatro em área não urbanizada e quatro em área urbanizada) totalizando 48 amostras. Parâmetros físico-químicos e microbiológicos de qualidade da água foram determinados em todas as coletas, nas águas de todos os pontos. As amostras de água foram concentradas pelo método de adsorção-eluição em membrana com carga negativa e os concentrados obtidos, submetidos à PCR qualitativa e quantitativa. RV-A foram detectados em 62,5% (30/48) das amostras testadas, com carga viral variando de 4,74 X102 a 6,36 x104 cópias de genoma/L. A técnica de PCR em tempo real foi a mais sensível na detecção do vírus (p=0001). As análises estatísticas mostraram que houve influência da área de coleta, tanto na detecção de RV-A (p <0,001), quanto na carga viral (p <0,001), indicando uma maior probabilidade de encontrar amostras positivas, com carga mais elevada, na área urbanizada da bacia, onde há vários pontos de descarga de esgoto bruto. Não houve influência da época de coleta na detecção (p = 0,371) e na carga viral (p = 0,297). A presença de RV-A foi observada em 50,0% (11/22) das amostras consideradas dentro do limite estabelecido para coliforme termotolerante em água doce de classe 1 e 2, comprovando que este padrão, não garante a ausência de RV-A. Foram observadas associações significativas entre a presença de RVA e a turbidez (p = 0,005), o teor de nitrogênio amoniacal (p <0,001) e o teor de fósforo (p <0,001). Observou-se, ainda, uma correlação positiva e fraca entre a carga de RV-A e os parametros salinidade (r = 0,024 p = 0,325) e temperatura da água (p = 0,027, r = 0,320). Os dados obtidos indicam que o padrão microbiológico, oficialmente utilizado para determinar a qualidade da água, não garante a ausência de patógenos virais, sendo necessário se estabelecer um sistema de vigilância ambiental de vírus entéricos em águas de superfície, de modo a aumentar a segurança da utilização deste recurso, para as diversas finalidades.
Abstract: The continuous discharge of domestic sewage “in natura” in spring waters is regarded as a major risk to public health, since the human feces can contain enteric pathogens that contaminate water and are spread by through it. It is important to know the quality of water used by the population, however the parameters analyzed for human exposure to natural waters include bacteriological indicators only, disregarding the presence of viruses. Thus, this study investigated the contamination of spring waters of the drainage basin of the São Pedro (BHCSP) by group A rotavirus (RV-A), as well as checking the efficiency of the detection techniques and the presence of correlation between these viruses and microbiological parameters and physicochemical water quality. From July 2011 to May 2012, surface waters samples were taken in eight georeferenced points (four in non-urbanized area and four in urbanized area), in six campaigns (three in the dry season and the three in wet season), totaling 48 samples. Physicochemical and microbiological parameters of water quality were determined in all collections, in the samples of waters of all points. The samples were concentrated using an adsorption-elution method with a negatively charged membrane and the concentrates were subjected to qualitative and quantitative PCR. RV-A were detected in 62,5% (30/48) of the studied samples with the viral load ranging from 4,74X102 - 6,36X104 genomes copies/L. The real time PCR was more sensitive in detecting virus (p = 0,001). Statistical analyzes showed that the presence of RV-A (p < 0,001) and viral load (p < 0,001) were influenced by the collection area, indicating a greater likelihood of finding positive samples with higher load in urbanized area of the basin, where there is discharge of raw sewage. There were no associations between detection (p = 0,371) and viral load (p = 0,297) with the season of collection. The presence of RV-A was observed in 50.0% (11/22) of samples considered within the limit established by thermotolerant coliforms in freshwater class 1 and 2 demonstrate, therefore, that this pattern does not guarantee the absence of human enteric viruses. Measured physicochemical parameters displayed significant associations between the presence RVA and turbidity (p = 0.005), content of ammonia nitrogen (p <0.001) and content of phosphorus (p <0.001). It was also observed a weak positive correlation between viral load the RV-A and the salinity parameters (r = 0.024 p = 0.325) and water temperature (p = 0.027, r = 0.320). These data indicate that the microbiological standard officially used to determine the water quality does not ensure the absence of viral pathogens, being necessary to establish an environment surveillance of enteric viruses in surface waters, in order to increase the safety of using this aquatic matrices for many purposes.
Keywords: Rotavírus
Águas de superfície
Reação em cadeia da polimerase
Vigilância ambiental
Rotavirus
Surface waters
Polymerase chain reaction
Environmental surveillance
CNPq: CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::GENETICA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Institution Initials: UFJF
Department: ICB – Instituto de Ciências Biológicas
Program: Programa de Pós-graduação em Ciências Biológicas: Imunologia e Doenças Infecto-Parasitárias/Genética e Biotecnologia
Access Type: Acesso Aberto
Attribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil
metadata.dc.rights.uri: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/10188
Issue Date: 21-Feb-2013
Appears in Collections:Mestrado em Ciências Biológicas - Imunologia e Doenças Infecto - Parasitárias/Genética e Biotecnologia (Dissertações)



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons