Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/10737
Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Estudo avalia risco de declínio cognitivo em idosos - Notícias UFJF.pdf213.66 kBAdobe PDFThumbnail
View/Open
Type: Dissertação
Title: Fatores de risco relacionados aos desfechos cognitivos de idosos: segmento do estudo FIBRA-JF
Author: Farias, Thais Knopp de
First Advisor: Mármora, Cláudia Helena Cerqueira
Co-Advisor: Ribeiro, Pricila Cristina Correa
Referee Member: Barbosa, Altemir José Gonçalves
Referee Member: Silva, Kelly Cristina Atalaia da
Resumo: Idosos com maior escolaridade, ativos e sem sintomas depressivos tem um menor risco de declínio cognitivo. Esse resultado foi apontado na dissertação da acadêmica Thais Knopp de Farias que analisou os fatores de desempenho cognitivo de 122 dos 426 idosos avaliados na primeira pesquisa do projeto da Rede de Fragilidade em Idosos Brasileiros (FIBRA). O estudo foi desenvolvido e apresentado no Programa de Pós-graduação em Psicologia, da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF). Thaís explica que fez uma análise a partir de instrumentos de rastreio cognitivo, escalas de depressão e de atividades avançadas de vida diária, além de um questionário adaptado para os dados sociodemográficos. Com esse trabalho, ela espera contribuir para a evolução do atendimento à saúde do idoso, “pela incorporação, nos diversos níveis do Sistema Único de Saúde (SUS), de novos instrumentos e conhecimentos para a detecção precoce, prevenção e tratamento da Síndrome da Fragilidade do Idoso”. Segundo a pesquisadora, o FIBRA é um projeto multicêntrico composto por quatro grupos de pesquisa de diferentes Instituições de Ensino Superior do país, sendo elas: Universidade de São Paulo (USP Ribeirão Preto); Unicamp; Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). A UFJF está vinculada ao polo da UERJ e tem como coordenadora a professora Cláudia Helena Cerqueira Mármora, também orientadora da dissertação. De acordo com Thaís, a atuação da professora Cláudia Helena à frente do FIBRA, no polo de Juiz de Fora, colaborou e serviu de inspiração para a continuidade do estudo realizado pelo projeto em 2009. Para a acadêmica, outra motivação para o seu trabalho foi a observação do aumento do número de pessoas com diagnóstico de demência. A primeira etapa do projeto FIBRA foi feita com idosos de 65 anos ou mais, residentes na zona urbana de Juiz de Fora. Nela foram investigados os motivos e as características que levam os idosos à síndrome de fragilidade, entre eles estavam os fatores psicológicos e cognitivos.
Abstract: -
Keywords: Declínio cognitivo
FIBRA
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIA
Language: por
Country: Brasil
Publisher: Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)
Institution Initials: UFJF
Department: ICH – Instituto de Ciências Humanas
Program: Programa de Pós-graduação em Psicologia
Access Type: Acesso Aberto
Creative Commons License: http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/
URI: https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/10737
Issue Date: 2019
Appears in Collections:Dissertações



This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons