DSpace Repository

Incidência das formas clínicas de psoríase dos pacientes do ambulatório de psoríase do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora

Show simple item record

dc.creator Gamonal, Aloísio Carlos Couri
dc.creator Oliveira, Lívia Ferreira de
dc.creator Toledo, Denise Ramos
dc.date.accessioned 2019-04-10T18:28:42Z
dc.date.available 2019-03-15
dc.date.available 2019-04-10T18:28:42Z
dc.date.issued 2008
dc.citation.issue XIV pt_BR
dc.identifier.uri https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/9680
dc.description.abstract - pt_BR
dc.description.resumo A psoríase é uma doença crônica hiperproliferativa inflamatória da pele, relativamente comum, caracterizada pelo surgimento de pápulas eritemato-escamosas que confluem formando placas. A prevalência da psoríase varia em torno de dois por cento da população. A doença acomete igualmente ambos os sexos e aparece em qualquer idade(inclusive em crianças), embora o principal pico de incidência seja entre 20 e 30 anos, com um segundo pico entre 50 e 60 anos. Objetivos: O trabalho tem com objetivo calcular a prevalência dos tipos de psoríase dos pacientes do ambulatório de Dermatologia do HU-UFJF. Além disso, objetiva correlacionar as lesões e sua localização corporal, se típica ou atípica e qual tratamento está sendo empregado. Métodos: Foi realizado um estudo descritivo utilizando um questionário como instrumento de coletas de dados,aplicado a 58 pacientes que fazem acompanhamento da psoríase no ambulatório de Dermatologia do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora.Todos os pacientes que freqüentaram o ambulatório durante a realização da coleta de dados ( Agosto a Dezembro de 2007) foram incluídos na pesquisa, após aprovação do Termo de Consentimento Livre e Esclarecido.Nenhum paciente se recusou a participar da pesquisa. Resultados: A psoríase em placas é a forma clínica mais prevalente de apresentação da doença (70,68 %). Os locais de lesões mais freqüentes foram respectivamente:áreas extensoras (32%),dorso (30%),abdome (20%) e couro cabeludo(18%). O principal fator de agravamento das lesões foi o stress emocional (65%). Conclusão: A manifestação mais freqüente da psoríase corresponde principalmente à apresentação típica da mesma difundida pelos livros de Dermatologia,principalmente em placas e em áreas extensoras,o que facilita o diagnóstico precoce da doença. pt_BR
dc.language por pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) pt_BR
dc.publisher.country Brasil pt_BR
dc.publisher.initials UFJF pt_BR
dc.relation.ispartof XIV Seminário de Iniciação Científica / IV Seminário de Iniciação Científica Jr pt_BR
dc.rights Acesso Aberto pt_BR
dc.subject - pt_BR
dc.subject.cnpq CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE pt_BR
dc.title Incidência das formas clínicas de psoríase dos pacientes do ambulatório de psoríase do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora pt_BR
dc.type Artigo de Evento pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record