DSpace Repository

Levantamento etnofarmacológico nos bairros do entorno da Reserva Biológica Municipal Poço D’anta cobertos por unidades de atenção primária à saúde

Show simple item record

dc.contributor.advisor1 Pimenta, Daniel Sales
dc.contributor.advisor1Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4785354Z3 pt_BR
dc.contributor.referee1 Teixeira, Reinaldo Duque Brasil Landulfo
dc.contributor.referee1Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4556125T5 pt_BR
dc.contributor.referee2 Dutra, Rafael Cypriano
dc.contributor.referee2Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4742028E2 pt_BR
dc.creator Borcard, Guiomar Godinho
dc.creator.Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4249280J6 pt_BR
dc.date.accessioned 2016-09-06T11:36:17Z
dc.date.available 2016-09-05
dc.date.available 2016-09-06T11:36:17Z
dc.date.issued 2013-07-16
dc.identifier.uri https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/2380
dc.description.abstract The present study aimed to undertake an ethnopharmacological study in the communities located near the ReBio Poço D'Anta, seeking to provide grants for the deployment of Phytotherapy in the city of Juiz de Fora, MG. For such purpose, interviews were performed in these communities within three samples: health professionals of UAPS (Community Health Agents, Nursing Technichians, Nurses, Dentists, Physicians and Social workers), UAPS users (home patients), and referent respondents (with knowledge of medicinal plants - PM). To perform the statistic analysis and bibliography confirmation for the preconized pharmacological effects, a number of 20 botanical species were selected when interviewing the home patients and the referent respondents (ER). The importance of these species to the population ans the agreement factor was calculated. Regarding the health professionals it could be verified that no interviewed were able to explain the term phytotherapy and they didn't know about its policies. The largest source of knowledge about the PM come from autodidact knowledge 53.5%,of whitch 83% know UAPS users that use PM on their own. As for the clinical return of the use of MP 86.6% consider the cheaper treatment, about 75% believe to be a safe and effective treatment and 51% highlights the benefit of lower adverse reaction. Therefore there is acceptability for the implantation of phytotherapy in the UAPS involved, but knowledge of the subject is still limited. By interviewing the community and ER rose a total of 84 botanical species. It was found that 79% of the respondents use medicinal plants and that this kind of knowledge has been passed on, mostly to relatives and neighbors. The most mentioned species were: Plectrantus barbatus Andrews, Lippia alba (Mill.) N.E.Br, Foeniculum vulgare Mill., Phyllanthus tenellus L., the most versatile species considered are: Rosmarinus officinalis L., Leonurus sibiricus L., Plantago major L. and Lippia alba., therefore could be grown in the Garden of the City, considering their versatility and relevancy to the communities near this Garden City. From the listed plants the pharmacological confirmation made possible to approach the cultural and the scientific knowledge for 14 species. This study support the approach of common knowledge and scientific knowledge, which can serve as a basis not only for maintenance of this knowledge in the community, but also as an encouragement for the establishment of Phytotherapy in the city of Juiz de Fora. pt_BR
dc.description.resumo O presente trabalho teve como objetivo realizar um estudo etnofarmacológico nas comunidades localizadas no entorno da Reserva Biológica Poço D’ Anta, buscando fornecer subsídios para a implantação da Fitoterapia em Juiz de Foram, MG. Para tal, foram realizados entrevistas nas referidas comunidades entre 3 amostras: profissionais de saúde que trabalham na Unidade de Atenção Primária à Saúde (UAPS)(Agente Comunitário de Saúde, Técnico de Enfermagem, Enfermeiro, Dentista, Médico e Assistente Social), usuários das UAPS (domiciliares), e entrevistados referenciais (pessoas conhecedoras de Plantas Medicinais). Para análise estatística e confirmação bibliográfica de finalidade para ações farmacológicas preconizadas selecionou-se um total de 20 espécies botânicas ao se entrevistar os domiciliares e entrevistados referenciais (ER). Calculou-se a importância relativa de tais espécies para a população e o fator de consenso entre os informantes. Em relação aos profissionais de saúde pôde-se constatar que nenhum entrevistado soube conceituar o termo Fitoterápico segundo a ANVISA e que não conheciam suas políticas. A maior fonte de conhecimento sobre as plantas medicinais (PM) advêm do conhecimento autodidata (53,5%), sendo que 83% conhecem usuários da UAPS que utilizam PM por conta própria. Quanto ao retorno clínico do uso de PM 86,6% dos entrevistados consideram o tratamento mais barato, 75% acreditam ser um tratamento seguro e eficaz e 51% ressalta o benefício de menor reação adversa. Portanto existe a aceitabilidade da implantação de fitoterapia nas UAPS envolvidas, porém o conhecimento do tema ainda é limitado. Ao se entrevistar os domiciliares e ER levantou-se um total de 84 espécies botânicas. Constatou-se que 78,2% dos entrevistados utilizam PM e que esse conhecimento tem sido repassado a familiares e vizinhos principalmente. As espécies que apresentaram maior freqüência de citação foram: Plectrantus barbatus Andrews, Lippia alba (Mill.)N.E.Br., Foeniculum vulgare Mill. e Phyllanthus tenellus L. e as espécies consideradas mais versáteis foram: Rosmarinus officinalis L., Leonurus sibiricus L., Plantago major L. e Lippia alba (Mill.)N.E.Br.; por esta razão poderiam ser cultivadas no Horto da Prefeitura (localizado dentro da reserva) considerando a sua relevância e aplicabilidade para as comunidades do entorno desta Reserva. A partir das plantas elencadas a confirmação farmacológica possibilitou aproximar o conhecimento cultural em relação ao científico de 14 espécies. Este trabalho subsidia a aproximação da sabedoria popular do conhecimento científico o que poderá servir de base não só para manutenção deste conhecimento na comunidade, mas também como fomento para a implantação da Fitoterapia no município de Juiz de Fora. pt_BR
dc.description.sponsorship CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior pt_BR
dc.language por pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) pt_BR
dc.publisher.country Brasil pt_BR
dc.publisher.department Faculdade de Farmácia pt_BR
dc.publisher.program Programa de Pós-graduação em Ciências Farmacêuticas pt_BR
dc.publisher.initials UFJF pt_BR
dc.rights Acesso Aberto pt_BR
dc.subject Etnofarmacologia pt_BR
dc.subject Plantas medicinais pt_BR
dc.subject Terapias complementares pt_BR
dc.subject Ethnopha rmacology pt_BR
dc.subject Medicinal plants pt_BR
dc.subject Complementary therapies pt_BR
dc.subject.cnpq CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA pt_BR
dc.title Levantamento etnofarmacológico nos bairros do entorno da Reserva Biológica Municipal Poço D’anta cobertos por unidades de atenção primária à saúde pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record