DSpace Repository

A construção biográfica em Santiago

Show simple item record

dc.contributor.advisor1 Soares, Sérgio José Puccini
dc.contributor.advisor1Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4766727T3 pt_BR
dc.contributor.referee1 Rodrigues, Cristiano José
dc.contributor.referee1Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4123498Z2 pt_BR
dc.contributor.referee2 Melo, Luís Alberto Rocha
dc.contributor.referee2Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4713722Z8 pt_BR
dc.contributor.referee3 Silva, Denise Tavares da
dc.contributor.referee3Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4755573D6 pt_BR
dc.creator Marcato, Tais de Medeiros
dc.creator.Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4329115T8 pt_BR
dc.date.accessioned 2015-12-15T11:18:54Z
dc.date.available 2015-12-15
dc.date.available 2015-12-15T11:18:54Z
dc.date.issued 2015-06-22
dc.identifier.uri https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/220
dc.description.abstract In theoretical field on filmmaking, the observation of biographical constructions get more evidence with the constant experience of representation of self and other which cinema stimulates. Biographical and autobiographical documentaries become common practice in the post-resumption of Brazilian cinema. Following this logic, grows the need to establish procedures that enable the identification of different manifestations to report on (own) life in contemporary documentary cinema. In line with the proposal of biographical space (Arfuch) and categories found in both literary biographical writing (Vilas Boas) as in film narrative (Puccini), our research focused on carrying out the analysis and the definition of the procedures of biographical and autobiographical accounts related to the documentary Santiago (2007), a João Moreira Salles film. Seeking to examine the possibilities of biographical construction present in the development of film narrative, we distinguish five modes of biographical approach that enables a better understanding of the making of the story in Santiago: (1) Santiago as biographee character in the film that the director tried to mount in 1992; (2) Santiago as biographer, as he incorporates personal interpretations to writing about the characters of the nobility; (3) Santiago as a writer of a confessional writing, which has at its center an expression of intimacy and that can be read like a diary; (4) João Moreira Salles as biographer director during the time of construction of Santiago´s path and (5) João Moreira Salles as autobiographee character, by pointing out his childhood memories through the autobiographical first-person account. pt_BR
dc.description.resumo No campo teórico da produção cinematográfica, a observação de construções biográficas ganha mais evidência com as constantes experiências da representação do eu e do outro que o cinema estimula. Documentários biográficos e autobiográficos tornam-se práticas frequentes pós-retomada do Cinema Brasileiro. Nessa lógica, cresce a necessidade de criação de procedimentos que possibilitam a identificação de diferentes manifestações de relatar a (própria) vida no cinema documentário contemporâneo. Em sintonia com a proposta do espaço biográfico (Arfuch) e de categorias encontradas tanto na escrita biográfica literária (Vilas Boas) quanto na narrativa cinematográfica (Puccini), nossa pesquisa centrou-se em proceder à análise e à delimitação dos procedimentos de relatos biográficos e autobiográficos relacionados ao documentário Santiago (2007), filme de João Moreira Salles. Procurando debruçar-nos sobre as possibilidades da construção biográfica presentes no desenvolvimento da narrativa fílmica, distinguiremos cinco modalidades da abordagem biográfica que possibilitam uma melhor compreensão da feitura do relato em Santiago: (1) Santiago como personagem biografada do filme que o diretor tentou montar em 1992; (2) Santiago como biógrafo, uma vez que incorpora interpretações pessoais à escrita sobre as personagens da nobreza; (3) Santiago como escritor de uma escrita de caráter íntimo e confessional, que tem como centro a expressão de sua intimidade e que pode ser lida como um diário; (4) João Moreira Salles como diretor biógrafo, durante o momento da construção da trajetória de Santiago e (5) João Moreira Salles como personagem autobiografada, ao pontuar suas lembranças de infância através do relato autobiográfico em primeira pessoa. pt_BR
dc.language por pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Juiz de Fora pt_BR
dc.publisher.country Brasil pt_BR
dc.publisher.department IAD – Instituto de Artes e Design pt_BR
dc.publisher.program Programa de Pós-graduação em Artes pt_BR
dc.publisher.initials UFJF pt_BR
dc.rights Acesso Aberto pt_BR
dc.subject Documentário Biográfico pt_BR
dc.subject Santiago pt_BR
dc.subject João Moreira Salles pt_BR
dc.subject Construção Biográfica pt_BR
dc.subject Biographical Documentary pt_BR
dc.subject Santiago pt_BR
dc.subject João Moreira Salles pt_BR
dc.subject Biographical Construction pt_BR
dc.subject.cnpq CNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::ARTES pt_BR
dc.title A construção biográfica em Santiago pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record