DSpace Repository

Fósforo no rio Madeira (Amazônia Ocidental): formas, concentrações, transporte e projeções de futuras alterações ambientais

Show simple item record

dc.contributor.advisor1 Roland, Fábio
dc.contributor.advisor1Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4784185Z0 pt_BR
dc.contributor.referee1 Ometto, Jean Pierre Henry Balbaud
dc.contributor.referee1Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4706491T9 pt_BR
dc.contributor.referee2 Bastos, Wanderley Rodrigues
dc.contributor.referee2Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4788796P9 pt_BR
dc.creator Almeida, Rafael Marques
dc.creator.Lattes http://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4278397H0 pt_BR
dc.date.accessioned 2016-04-24T02:26:11Z
dc.date.available 2016-03-22
dc.date.available 2016-04-24T02:26:11Z
dc.date.issued 2013-02-26
dc.identifier.uri https://repositorio.ufjf.br/jspui/handle/ufjf/1006
dc.description.abstract Amazonian rivers originating in the Andes (White-water rivers) transport large amounts of phosphorus-rich sediments. Originating in the Bolivian and Peruvian Andes, the Madeira River is the largest tributary of the Solimões/Amazon River. The transport and deposition of nutrients, such as phosphorus (P), associated with Andean-derived sediments are of crucial importance to support high productivity in the Madeira River wetlands, which span over 210,000 km2. Despite the great ecological significance of the Madeira River, there is a lack of studies showing its biogeochemical characteristics, especially with respect to P. The aim of this study was to quantify the concentrations and transport of different P forms by the Madeira River, and how they vary at seasonal and interannual scales. In the study reach, it was estimated a transport of 182 Gg P yr-1, which is equivalent to 65% of the amount that the Amazon River delivers to the sea. This suggests the Madeira River plays a key role in supplying P to the Amazon floodplain. The Andean precipitation strongly explained P concentrations in the Madeira River, suggesting that the increase in precipitation projected to the eastern Andes slopes tend to enhance the Madeira River’s P transport. On the other hand, as P is mainly particulate and exhibits a high tendency to sink under low turbulence, the proliferation of hydroelectric reservoirs throughout the basin tends to trap P upstream and, consequently, reduce the downstream transport. Overall, the Madeira River may transport 26% less P in the future. As downstream floodplain forests and lakes highly depend on the input of Andean-derived P, there will be a likely reduction in primary production and, ultimately, in the Amazon lowland’s carbon sequestration. pt_BR
dc.description.resumo Rios amazônicos originados nos Andes (rios de água branca) transportam grandes quantidades de sedimentos ricos em fósforo (P). Com origem nos Andes bolivianos e peruanos, o rio Madeira é o maior tributário do rio Solimões/Amazonas. O transporte e a deposição de nutrientes, como o fósforo (P), associados a sedimentos de origem andina são de grande importância para suportar as altas produtividades nas áreas inundáveis do rio Madeira, que ocupam mais de 210.000 km2. Apesar da grande relevância ecológica do rio Madeira, há uma escassez de estudos relatando suas características biogeoquímicas, principalmente no que diz respeito ao P. O objetivo deste trabalho foi quantificar as concentrações e transporte de diferentes formas de P pelo rio Madeira e como estes variam em escalas sazonais e interanuais. No trecho estudado, foi estimado um transporte de 182 Gg P ano-1. Para efeitos de comparação, este valor é 65% da quantidade transportada pelo rio Amazonas para o mar. Isso sugere que o rio Madeira exerce papel crucial no fornecimento de fósforo na bacia amazônica. A precipitação nos Andes apresentou forte relação positiva com a concentração de fósforo no rio Madeira, sugerindo que o aumento de precipitação projetado para os flancos do leste andino tendem a aumentar o transporte de fósforo do rio Madeira. Em contrapartida, como o fósforo é majoritariamente particulado e apresenta alta tendência de sedimentação sob baixa turbulência, a proliferação de reservatórios hidrelétricos ao longo da bacia do rio Madeira tende a aprisionar fósforo a montante e, consequentemente, diminuir o transporte. Considerando as mudanças devido à precipitação e construção de reservatórios, o rio Madeira pode transportar 26% menos fósforo no futuro. Como as florestas alagáveis e os lagos de inundação dependem do aporte de fósforo andino, é provável que haverá diminuição da produtividade primária e, consequentemente, do sequestro de carbono na planície amazônica. pt_BR
dc.description.sponsorship CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior pt_BR
dc.language por pt_BR
dc.publisher Universidade Federal de Juiz de Fora pt_BR
dc.publisher.country Brasil pt_BR
dc.publisher.department ICB – Instituto de Ciências Biológicas pt_BR
dc.publisher.program Programa de Pós-graduação em Ecologia pt_BR
dc.publisher.initials UFJF pt_BR
dc.rights Acesso Aberto pt_BR
dc.subject Fósforo pt_BR
dc.subject Rio Madeira pt_BR
dc.subject Amazônia pt_BR
dc.subject Reservatório pt_BR
dc.subject Phosphorus pt_BR
dc.subject Madeira River pt_BR
dc.subject Amazon pt_BR
dc.subject Reservoir pt_BR
dc.subject.cnpq CNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::ECOLOGIA pt_BR
dc.title Fósforo no rio Madeira (Amazônia Ocidental): formas, concentrações, transporte e projeções de futuras alterações ambientais pt_BR
dc.type Dissertação pt_BR


Files in this item

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record